Páginas

Busca

Translate

16/07/2012

Santo Casamento!

casalOs pastores evangélicos Anderson Pereira, de 34 anos, e Roberto Soares, de 29, se casaram no sábado (30/06) na Igreja Cristã Contemporânea de no bairro Santa Mônica, na Região de Venda Nova, na capital mineira. De acordo com Pereira, 150 convidados participaram da cerimônia, inclusive parentes como pais e irmãos, e muitos amigos. Eles vivem juntos há dez anos.

 

“A Bíblia não condena o amor entre pessoas do mesmo sexo. Ela condena a promiscuidade, a falta de respeito e a traição. Jesus é amor. Onde tem amor tem a presença de Jesus”, ressaltou. Pereira falou que no dia 19 embarca com o companheiro para curtir a lua de mel em São Luís, no Maranhão. O pastor disse, ainda, que, há cinco anos a Igreja Cristã Contemporânea de Belo Horizonte realizou 160 casamentos entre pessoas do mesmo sexo na capital mineira.

 

Soares explicou que a igreja apoiou o casal em todos os momentos. “Fomos bem recebidos, pois a igreja viveu todo esse preparo do casamento. Todos ficaram ansiosos para o dia chegar, para o casamento acontecer”, contou. O pastor disse também que esta união é importante para mostrar que existe uma igreja que aceita e respeita o casamento gay. Sobre os futuros desafios, Soares afirmou que ainda vai pedir para o juiz a conversão da declaração da união estável para o casamento civil.

 

Para o primeiro semestre de 2013, o casal pretende adotar uma criança e, segundo Pereira, não há uma preferência por menino ou menina. “O que Deus enviar vamos cuidar e amar. Queremos ser referência de amor e fidelidade. Este casamento foi o resgate de sonhos, de planos. O amor sempre vence. É a declaração da vitória”.

 

De acordo com Soares, a ideia é adotar

pelo menos duas crianças. “O que existe é um grande desejo de formar uma família”.

 

(Fonte G1)

 

Conjugando: Isso não me impressiona mais, já que esse não é o primeiro caso. Mas o que me intriga é a insistência das pessoas em dizer que os textos bíblicos que deixam claro a posição de Deus sobre a homossexualidade, são mal interpretados pelos cristãos conservadores e intolerantes. Digamos que o argumento deles esteja certo, o que dizer então de Levíticos 20:13?

 

“Se um homem deitar com outro homem como que se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato repugnante.”

Precisa dizer algo mais? O verso não se refere exclusivamente a um tipo de promiscuidade como defende o casal de pastores, mas se refere a uma relação consentida como sendo dentro de um casamento, algo que eles se enquadram muito bem.

 

Não é questão de preconceito ou julgamento injusto, mas sim a simples atitude de ver o que está escrito!