Páginas

Busca

Translate

09/07/2012

Chip sob a pele, marca da besta?

Chip

Recentemente foi veiculado nas redes sociais uma noticia sobre uma suposta lei que obrigaria os americanos a implantarem um chip sob a pele a fim de manter um controle no sistema de saúde, sendo na verdade a implantação da Marca da Besta  de apocalipse 13:17. O site e-farsas.com publicou uma matéria bem esclarecedora e interessante sobre o assunto, e eu decidir compartilhar com vocês, colocando como sempre minha opinião sobre o assunto.

“Em abril de 2012, a notícia começou a circular via e-mail, pelas redes sociais e por blogs e sites: O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama aprovou uma lei que obriga que seja implantado um microchip em cada um dos norte-americanos!

[…]

O texto também compara o novo microchip à Marca da Besta mencionada na Bíblia. Segundo a notícia, igualmente ao que está escrito no livro sagrado, ninguém poderá comprar ou vender sem essa marca (ou sem o microchip, no caso).

Será que essa história é verdadeira ou farsa?

O texto tem todas as características de um bom boato virtual:

  • Não cita fontes confiáveis
  • É confuso e incoerente
  • Aproveita-se do emocional do leitor
  • Pede para ser repassado
  • Possui tom conspiratório

Apenas como exemplo, vamos pegar um trecho da “notícia”:

Obama aprovou a implantação de microchip nos EUA como reforma sanitária para  2013.  (em abril)

De onde o autor tirou essa notícia? Qual é o numero da lei? Em que dia a lei foi aprovada?

Não sabemos! Isso não foi informado pelo autor do texto…

[…]

Uma notícia desse porte, que irá mexer com a vida de toda a população dos EUA, teria que sair em algum veículo de comunicação. Ou não?

Algumas publicações citam um documento da FDA (Food and Drug Administration) como sendo a prova da tal lei aprovada por Barack Obama. O documento, em PDF, é apenas uma normatização para o uso de microchips implantáveis. Não tem nada a ver com leis.

[…]

As fotos usadas nas diversas versões desse texto são as mesmas mostradas numa corrente antiga, de 2004. […]

Algumas publicações ainda acrescentam vídeos de programas vespertinos de língua espanhola falando sobre o tal microchip implantável, mas como não foram apresentadas nenhuma prova nas matérias, fica o dito pelo não dito!

Conclusão

Não há nenhuma lei obrigando aos norte-americanos o uso do microchip. História falsa!

(Fonte – E-Farsas)

Conjugando: A matéria por si só é no mínimo esclarecedora, e é como se diz; só não vê quem não quer ver! A raiz de todo esse alarde está na falta de compreensão completa e correta do que é a tal marca da Besta, e desde o dia em que surgiu a possibilidade de todos os nossos dados serem reunidos em um micro-chip ou cartão magnético, as especulações de que tais coisas seriam a Marca da Besta despontaram surpreendentemente, e tal teoria se mantém até hoje.

A questão é simples; se Satã tem uma marca ou um sinal, obviamente Deus também tem um. Mas seria essa marca física como o tão mal falado chip ou um sinal de cunho espiritual? Sendo esse sinal espiritual, o que faria Satã escolher um sinal físico? O plano dele não é acabar com nossas vidas espirituais? E depois, será que todos os que se recusassem a ter esse chip seriam salvos? A aplicação de tal chip exigiria imposição, e numa sociedade que quer cada vez mais liberdade haveriam oponentes como ateus, crentes em outras religiões, enfim, não teria nada haver com o sinal descrito na Bíblia. Sem contar que o governo e o próprio Satã já não sabem até demais sobre nós? Afinal o tal chip, ou cartão, seria apenas a unificação dos nossos dados como RG, CPF, Habilitação, Dados bancários… Nada que já não saibam sobre nós! Sendo assim é quase utópico imaginar um chip como a marca da Besta propriamente dita, é mais lógico crer que esse seria um meio pelo qual as pessoas obteriam tal marca.

Em breve eu irei publicar um artigo onde vamos poder estudar e esclarecer um pouco mais sobre a Marca de Deus e a Marca da Besta. Mas que o ocorrido possa servir como lição para não sermos mais levados por tais Ventos de Doutrinas, assim como nos alerta Paulo em Efésios 4:14.

“Então não seremos mais como crianças, arrastados pelas ondas e empurrados por qualquer vento de ensinamentos de pessoas falsas. Essas pessoas inventam mentiras e, por meio delas, levam outros para caminhos errados.”