Páginas

Busca

Translate

15/07/2012

Ado-Brabinhos!

NervosoUma das coisas mais normais em crescer e virar um adulto é passar pela adolescência e, nesta fase, os jovens ficam cada vez mais irritados e contestam tudo e todos. No entanto, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Harvard concluiu que cerca de 60% dos jovens americanos têm atitudes muito exageradas — ou seja, são muito violentos.

Contudo, o resultado fica ainda pior, pois, entre os adolescentes “valentões”, 8% deles têm um distúrbio de comportamento beirando doenças mentais. Nesse caso, a moléstia se chama IED (Transtorno Intermitente Explosivo, em português), caracterizada por ataques repentinos de raiva, seguidos de atos muito violentos.

Em contra resposta a esse resultado, o manual para diagnósticos de doenças mentais (DSM-IV, em inglês) alega que esta doença não pode ser atribuída a pessoas menores de 18 anos. Porém, os pesquisadores afirmam que o modo de vida de hoje em dia fez com que os jovens americanos crescessem de maneira mais rápida — inclusive adquirindo problemas “de adultos” antes da hora.

Como tratamento, os estudiosos de Harvard propõem terapias em grupo para os adolescentes raivosos, de modo que elas consigam ter um parâmetro de tratamento “normal”. Já para casos extremos, seria necessário fazer uso de medicamentos.


(Fonte – TecMundo)

 

Conjugando: É interessante ver como a geração atual de jovens está cada vez mais suscetível aos próprios desejos e sentimentos a ponto de não ter mais controle sobre si mesmos, permitindo que estas coisas os controlem. Mas é destacável o fato de que eles estão herdando o stress dos mais velhos.

Basta uma rápida busca no YouTube e você encontra vídeos de High School UFC. E o mais admirável é que essas brigas são provenientes de coisas tolas.  Parece que o fato de levarem uma vida cada vez mais livre e leve - já que a única obrigação que possuem  são os estudos - não está sendo suficiente para os manterem calmos. Mas essa é justamente a raiz do problema! Por não se envolverem em atividades que gastem as energias quase infindáveis – passando tempo excessivo em Internet, Games e afins que não exige nada fisicamente – é demais para a mente suportar tanto, principalmente quando os mesmos não tem uma vida social ativa, resguardando para si todas as informações de suas vidas sem esvazia-las com ninguém, sendo assim um fator participativo na explosão do individuo que chega ao estado de não suportar mais nada. Ellen White diz:

“O trabalho físico não impedirá o cultivo do intelecto. Longe disso. As vantagens ganhas pelo trabalho físico equilibrarão a pessoa e evitarão que a mente fique sobrecarregada.” – Mente, Caráter e Personalidade, P 117.

É importante estar consciente de que o trabalho ou exercícios físicos, unidos a uma vida saldável e socialmente ativa, são fatores de grande importancia caro amigo, se você quer se manter longe não apenas do stress mas ter com a ajuda de Deus o controle de seus sentimentos e ações para uma vida de melhor qualidade!