Páginas

Busca

Translate

09/09/2011

“Quem Não Ajunta, Espalha”

 

Slide1

Nos últimos anos o mundo vem passando por uma verdadeira explosão Gospel. E e o que facilita isso é a existência de inúmeros seguimentos para todos os gostos e tipos de pessoas, desde músicas até igrejas, ou clubes, melhor dizendo.

Mas quem viu o mundo gospel como era antes, não acredita no que vê hoje. Um universo que, para atender aos requisitos do mundo, transformou-se completamente em um verdadeiro mercado, onde o importante é angariar cada vez mais fãs ou aderentes as suas ideias e interpretações errôneas da Bíblia. Começando pelos cantores;

Sério, há pelo menos 20 anos os cantores eram verdadeiros adoradores, hoje tornaram-se em verdadeiros Popstores e Popstoras, com suas abençoada$ contratações com gravadoras famosíssimas no meio secular. Sem contar os exorbitantes cachês para apresentações, além de suas peculiares exigências. Mas é claro que isso tem um lado bom! (Ironia) Ao menos a “mensagem” está sendo pregada através de suas músicas que agradam literalmente o gosto de todas as pessoas do mundo, por justamente se usar os estilos musicais seculares que encantam as pessoas. (Assim é muito fácil!)

Bem, mas deixando de lado os nossos Popstars, falemos das igrejas, ou Clubes de “Jesus” que estão em alta no momento. Afinal a coisa mais comum quando estamos perambulando pelas ruas é encontrar igrejas que atendem as mais variadas exigências do mercado da Fé. Tem desde aquelas cheias da Glória e do fogo do Espirito que faz todo mundo dançar loucamente e falar asneiras; Passando por aquelas cheias de benção$, em que se você devolver o Centizimo, ganha uma mansão em Miami, um jatinho particular, e vida boa até morrer; e por fim há aquelas que acolhem as pobres almas que foram enxotadas das igrejas mais conservadoras, como eles classificam.

Elas são chamadas de igrejas inclusivas, e chamam a atenção por não somente acolher pessoas em erro, mas por dizer que elas podem permanecerem como estão, sem precisar de transformação alguma! Elas também podem ser chamadas de clubes coloridos, pois o foco principal delas na atualidade é acolher a comunidade homossexual, atacando diretamente as igrejas “conservadoras”, e acirrando cada vez mais o "conflito” entre homossexuais e Cristãos.

Pode parecer loucura, pois com tantos textos na Bíblia em que Deus condena o homossexualismo, haver uma “igreja” que se diz de Jesus, ensinando que Deus não condena o homossexualismo, e ainda dizer que os “conservadores” interpretam de maneira errada os textos em que Deus declara claramente sua abominação a tal prática, é um tremendo equivoco!

reverendo-cristiano-valerio

O Reverendo Cristiano Valério, esse cara da foto ao lado, é um desses. Ele diz que o verso de Lv. 18:22, que mostra claramente a posição de Deus sobre o homossexualismo, está no contexto da adoração a Moloch, e não a uma relação homossexual consentida, ou afetiva, que no caso seria permitida. Sendo assim, isolemos então o capitulo inteiro nesse contexto, dessa maneira o sexo com animais, ou com qualquer pessoa da família também está liberado, desde que não seja praticado em adoração a algum deus pagão! Pô velho! Brincadeira né?! A partir do verso 24 do mesmo capitulo, Deus deixa claro que todas as formas de relação sexual listadas neste capitulo, estão proibidas, mesmo que não seja em espirito de adoração a um deus pagão!

“Não façam nenhuma dessas coisas, pois vocês ficarão impuros, como ficaram os povos que eu vou expulsar da terra que vai ser de vocês”. Mais claro que isso tá difícil! O próprio Deus disse ao povo dEle naquela época, e também diz a nós hoje, que tais imoralidades nos são proibidas, para que não fiquemos impuros, e por consequência não percamos o Lar Celestial.

Ele também diz que Sodoma e Gomorra não foram destruídas só por causa dos homossexuais. E realmente ele está certo nesse ponto. Foi um conjunto de iniquidades como assassinatos, feitiçarias e outros, que fez Deus destruir essas cidades. Inclusive Ele o fez não porque estava de mal humor ou coisa do tipo, mas para mostrar a toda humanidade em todas as gerações, (principalmente a nossa) o quanto Ele abomina os pecados que ali habitavam, principalmente o homossexualismo. Se não fosse assim, Ele teria salvado os homossexuais bonzinhos! (kkkk) Ah, ele se esqueceu de citar a listinha de coisas abominadas por Deus que existe em 1Co. 6:9-10 onde o homossexualismo faz parte dela. Sem contar outros textos bíblicos que mostram a posição de Deus sobre o assunto.

E tem mais, ele ainda ousa dizer que a Bíblia em momento algum fala da monogamia; do casal perfeito que é pai, mãe e filhinhos, e que em toda história da Bíblia os homens tinham várias esposas. Ora bolas, Davi mandou matar um homem para ficar com sua esposa, podemos então fazer isso?

Na Criação do mundo Deus deixou modelos que devíamos seguir, inclusive o do casamento. Se não fosse assim, Ele teria feito mais uma Eva para Adão ou vice-versa. Pelo contrário, fez um único homem e uma única mulher e os uniu em matrimonio ordenando-os a terem filhos! Mas mesmo assim há quem queira crer em suas próprias conclusões.

Ele também defende o consumo de álcool, porque Jesus também “bebeu”. Sério, quando é que esse pessoal irá entender que Jesus fez aparecer o suco de uva, e não vinho alcoolizado? Ele também diz que fumar pode, e que esperar pelo sexo até o casamento é só se conseguir. Ok! Em 1Co. 7:9 Deus diz outra coisa!

Bem, agora vamos para outro Gospel Club. O da vez encontra-se literalmente em uma conceituada boate de São Paulo, o Club Outs situado à rua Augusta. Os “louvores” são famosos hits dos anos 80 e 90 que são dançados por emos, gays, rockers e etc. A Capital, (o nome da igreja) tem por pastor o ‘Junior’, que de uma forma bem descontraída e original prega aos ‘membros’. Ele também não restringe o consumo de bebidas alcóolicas com moderação, e o sexo antes do casamento.

 Bem, é inegável que essas igrejas inclusivas tem o bom proposito de abrir as portas àqueles que são “chutados” das igrejas tradicionais, mas há um porém. E este porém é que de nada adianta uma fé sem prática. A crença em Cristo sem uma entrega a Ele, e sem transformação de nada vale! Por mais que os lideres dessas igrejas inclusivas insistem em dizer que não há mais pecado, ou que você pode continuar da mesma forma sem realizar sacrifícios, não mudará o que está escrito em Romanos 12:1-2:

“…peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a Ele. […] Não vivam como vivem as pessoas desse mundo, mas deixem que Deus os transforme por uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele”.

Ainda em Romanos no Capitulo 3 a partir do verso 23 Paulo diz que nós estamos afastados de Deus por conta de nossos pecados, mas por meio do sacrifício de Jesus e nossa fé nEle, podemos nos aproximar de Deus. E mais a frente no verso 31 ele diz que a lei deve ser cumprida, afirmada, vivida em nosso dia-a-dia. Sendo assim, o que as igrejas inclusivas pregam é um terrível engano!

Portanto querido amigo, se você frequenta ou é adepto a essas ideologias das igrejas inclusivas, saiba que esse não é o caminho que Deus tem para você. Saiba que Ele te aceita como você é e está! Seja você Gay, tatuado, ou simplesmente “diferente”, Ele te aceita e te salva, mas exige em troca uma única coisa: A sua entrega! A entrega do seu coração. O desejo de ser transformado por Ele. O desejo de deixar de lado a vida de pecados e prosseguir com uma vida renovada e limpa pelo amor de Cristo!

É inegável que é mais fácil ouvir e crer que não existe mais pecado, e que podemos viver ‘moderadamente’ todos os prazeres que o mundo nos oferece. Mas a verdade é outra! Na cruz Jesus nos libertou da escravidão do pecado, nos dando a chance de lutarmos contra as tentações e nos dando a remissão dos pecados, mas não nos dando a liberdade de fazermos o que bem entendermos, deixando de lado as suas leis. Cristo requer de nós uma vida de compromisso com Ele, e esse compromisso não é apenas crer nEle, mas viver a vida que Ele quer que levemos!

Então amigo, não se deixe enganar por essas igrejas inclusivas. Você não precisa delas para se incluir no Reino de Deus. A única coisa necessária é firmar um compromisso com Deus de que irá caminhar nos caminhos que Ele traçar para você e que você viverá uma vida de entrega a Ele, para que assim você possa ser transformado! Ele deseja salvar todos nós, mas precisamos nos entregar por completo a Ele, abandonar o nosso passado sujo, e viver um presente de retidão, e caminhando rumo ao Céu! E às igrejas preconceituosas, digo: Não chute essas pessoas que tem o desejo de conhecer a Deus e o Seu amor. Seja piedoso, e não julgue, pois só a Jesus cabe isso. Mas se infelizmente essas pessoas não querem ser transformadas por Cristo, então é justificável que eles não se mantenham em nosso meio!

Dessa maneira querido, se é seu desejo encontrar uma igreja em que você possa encontrar Deus e ser transformado por Ele, vá! E se você for ‘enxotado’ por preconceito, saia dessa igreja, pois esta não serve a Cristo. Mas se infelizmente é do seu desejo não ser transformado, então pule fora, porque este não será o melhor lugar para você. Mas lembre-se que Deus sempre te amará, e te esperará de braços abertos!

 Visite a igreja Adventista do 7º Dia mais próxima da sua casa! Smiley de boca abertaSmiley piscando